Campo Grande - MS, Domingo, 22/10/2017

“Mostra Gastronômica” é atração inédita do FIB em 2017

Redação

28 de julho de 2017

Gastronomia

Gastronomia é uma manifestação cultural para o “Festival de Inverno de Bonito” que vai realizar a “Mostra Gastronômica” com 24 pratos desenvolvidos exclusivamente para a décima oitava edição do evento. São criações que misturam ingredientes regionais com a sofisticação da culinária contemporânea e que os moradores de Bonito e visitantes poderão saborear durante o festival entre 27 e 30 de julho. O objetivo é valorizar a gastronomia local e sua relevância para o turismo, cultura e economia local.

A “Mostra Gastronômica” é uma realização da Secretaria de Cultura e Cidadania (SECC), da Fundação de Turismo de MS (Fundtur) e da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Cada restaurante participante recebe apoio e consultoria da Associação de Cozinheiros Profissionais do Pantanal (ACPP).

Os pratos serão servidos durante todo o festival por cada um dos 24 estabelecimentos participantes. O consumidor terá a oportunidade de votar nos pratos que mais gostou e, ao final, será definido o vencedor da mostra. “No domingo, às 17h, vamos revelar quem ganhou o primeiro, segundo e terceiro lugares. O escolhido número um representará a cidade e o festival durante o próximo ano”, explica Juliano Wertheimer, presidente da Abrasel em Mato Grosso do Sul. “Temos uma visão de que a gastronomia é um dos pilares da cultura e do turismo. Essa foi uma das motivações da mostra. Também queríamos oferecer um estímulo comercial, de fomento aos bares e restaurantes da cidade”, completa.

Para garantir a acessibilidade que o festival prega, os pratos serão oferecidos a valores entre R$ 12 e R$ 60. “A gastronomia começou a ganhar espaço na programação do FIB no ano passado, mas não foi algo tão grande quando este ano. Conseguimos estruturar essa mostra e criar um diálogo entre chefs, empresários e profissionais da cozinha”, aponta Alexandre Fredrich, presidente da Abrasel/Bonito.

Carnes de peixe, jacaré, bovina ou suína foram escolhidas pelos participantes, assim como ingredientes regionais, como a bocaiuva e a guavira. “Para nós, foi uma novidade muito boa. O importante é ver que os pratos respeitaram o estilo de cada restaurante, bar ou lanchonete. Dos mais simples aos mais sofisticados, todas as criações foram pensadas e desenvolvidas com todo o cuidado para não destoar do estabelecimento”, aponta Davi Alves, empresário que comanda o Pantanal Grill Restaurante, um dos participantes.